Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \14\UTC 2012

Assisti ao polêmico filme do momento agora pouco na internet (Inocência dos Muçulmanos). E realmente chega a ser horrível a condição que os muçulmanos são postos no documentário. É algo parecido ou bem pior do que as TVs fazem com os evangélicos aqui, no Brasil. Outro dia, ao assistir a um trecho de uma novela, aparecia uma crente ignara, retrógrada pelega de sua fé e amorfa em todos os sentidos. Aquilo não era arte, mas um insulto aos crentes brasileiros que foram caricaturados como pessoas acéfalas.

Nesse “documentário” fizeram a mesma coisa, só que com uma diferença: a direção desse documentário mexeu com algo absolutamente sagrado para os muçulmanos, que é Maomé, e, para piorar, ao contrário dos evangélicos aqui, no Brasil, os muçulmanos não têm essa passividade toda que temos – e, além de atearem fogo nas embaixada americana da Líbia, hoje pedem a cabeça do produtor do filme. Agora temos uma nova guerra surgindo, e onde isso acabará ninguém sabe.

Não sou favorável à luta armada, mas acredito, sim, no respeito às diferenças. Por exemplo: se sou protestante, quero ter o direito de seguir minha fé custe o que custar, não aceito caricaturas de minha crença e muito menos de meu Deus.

E esse barril de pólvora explodiu exatamente por isso. Repito: não sou favorável à violência, mas confesso que admiro ver os muçulmanos defenderem sua crença até com a própria vida! Para nós, aqui, no Ocidente, é muito difícil visualizarmos esse amor e devoção ao divino onde um filme como esse consegue mexer tanto com a pessoa, a ponto de ela dar a própria vida por sua fé.

Quanto ao filme Inocência dos Muçulmanos, em minha opinião ele é ofensivo ao profeta Maomé e cita temas como homossexualismo e pedofilia, além de apresentar os muçulmanos como imorais e gratuitamente violentos. Isso foi uma cobardia totalmente desnecessária a um povo que já sofre preconceitos no mundo inteiro. O que lhes faltava, com esse filme, eles ganharam uma pichação em praça pública de sua fervorosa fé e devoção a Maomé.

Como diria Milton Friedman: “Não existe almoço grátis”.

Ninguém investe US$ 5 milhões sem nenhum tipo de interesse. Em breve teremos eleições presidenciais nos EUA.

Anúncios

Read Full Post »