Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Banco do Brasil’

SÃO PAULO) – todos os meses, o paulistano Luiz Barsi recebe milhões de reais em dividendos pagos pelas empresas onde investe. Com mais de R$ 1 bilhão na Bovespa, ele diz que qualquer um pode enriquecer com ações. Basta comprar papéis baratos, negociados abaixo do valor patrimonial, e esperar. No começo, será necessário ter paciência para que a empresa comece a apresentar resultados melhores e disciplina para aplicar capital todos os meses na bolsa. Mas chegará um momento em que apenas o reinvestimento dos dividendos recebidos será suficiente para que a pessoa enriqueça.

Vinda de outra pessoa, a fórmula acima soaria como uma simplificação banal da realidade. Mas o fato é que Barsi diz que foi de pobre a bilionário fazendo apenas isso. O investidor morou em cortiço na infância e engraxou sapatos para ajudar a mãe a pagar as contas após a morte do pai. Tomou contato com o mercado financeiro na década de 1960, começou a investir e não parou mais. O enriquecimento não mudou seus hábitos. Com Warren Buffett, ele diz ter aprendido a levar uma vida sem luxos. Barsi vai trabalhar de metrô e costuma dirigir uma Chevrolet Zafira. Trabalha há 16 anos num escritório sem decoração no centro de São Paulo, com móveis antigos, TVs de tubo empilhadas e uma persiana que não funciona na janela. Na entrevista a seguir, Barsi detalha sua estratégia e diz por que considera um mau negócio empresas que não são negociadas na bolsa, PGBL, VGBL, imóveis, renda fixa e caderneta de poupança:

Como enriquecer na bolsa

O melhor momento para entrar na bolsa é quando acontece uma crise socioeconômica. Como tem muito incompetente neste País, crise não falta. Em 2008, uma crise socioeconômica fez com que as ações caíssem. Você acha isso ruim? Meus recursos vibraram porque eu pude comprar ações por um ótimo valor E independente do momento de entrada, é absolutamente impossível deixar de ganhar dinheiro no mercado de valores se você respeitar três regras. É preciso investir só o recurso que você não vai usar no curto ou médio prazo. A segunda regra é nunca comprar uma dica. A definição universal de investidor é aquele indivíduo que avalia um segmento da economia, os fundamentos de uma empresa, o valor de uma ação e os riscos. Já o investidor brasileiro é o especulador que recebeu uma dica errada. Veja o monte de gente que comprou ações de incorporadoras em 2008. O cara comprou Gafisa a R$ 22 e hoje vale R$ 5. A dica virou zica. Só peça ajuda a alguém se você tem absoluta certeza que ele é um vencedor na bolsa. A terceira regra é nunca vender ações por necessidade. Além das três regras, ainda é necessário ter disciplina e paciência. Quem faz isso fica rico.

Dividendos para a aposentadoria

Eu estimulo as pessoas a montar uma carteira previdenciária. Em 2008, chegou uma senhora aqui que tinha recebido um dinheiro do seguro de vida após a morte do marido. Ela disse que estava em dúvida entre comprar o apartamento onde morava ou investir em ações para a aposentadoria. Eu perguntei a ela se R$ 67 mil por mês de aposentadoria estava bom. Ela arregalou os olhos. Eu disse que era fácil conseguir isso, era só comprar 1 milhão de ações da Eternit por R$ 3,8 milhões [preço da época]. Como a ação paga R$ 0,80 por ano em dividendos, com 1 milhão de ações ela receberia R$ 800 mil por ano ou R$ 67 mil por mês. Ela disse que não tinha tanto dinheiro. Eu disse para ela cortar um zero, que compasse 100 mil ações para receber R$ 80 mil em dividendos ao ano. Ela comprou ações da Eternit e começou a reinvestir na bolsa o que recebesse em dividendos. Com o que ela ganhou em dividendos e valorização dos papéis, hoje pode comprar todo o prédio de seis apartamentos onde mora. Não é preciso ter muito dinheiro. Comece pequeno, mas não pare. Vai chegar uma hora em que não será preciso colocar mais nada. Os próprios dividendos reinvestidos vão permitir que você continue enriquecendo.

Onde investir

Gosto de setores que a economia não vive sem eles. Eu tenho participações na Klabin, Eletrobras, Eletropaulo, Transmissão Paulista, Suzano, Ultrapar, Unipar, Eternit e Banco do Brasil porque essas empresas não vão quebrar nunca. Se tivesse que investir em um negócio hoje, escolheria algo em que o consumidor paga mesmo sem usar. Quando você viaja e fica um mês fora de casa, mesmo assim você paga algo na conta de luz. Banco é a mesma coisa. Você sempre paga tarifa. Antes o banco lhe remunerava com um jurinho mesmo que você deixasse o dinheiro na conta corrente. Hoje ele lhe cobra para ter uma conta corrente. Ele ainda toma dinheiro dos clientes pagando 6% ao ano e empresta a 200% no cartão de crédito. Outros setores que gosto são telecomunicações e saneamento.

Como empobrecer na bolsa

Há três tipos de compradores que serão perdedores natos e nunca vão enriquecer na bolsa: quem compra ações para especular, quem investe em fundos passivos que apenas seguem o Ibovespa sem fazer uma análise dos melhores papéis e quem usa opções ou contratos a termo para se alavancar. Se alavancar, virou jogatina.

Não compre na baixa e venda na alta

As pessoas geralmente examinam as cotações das ações com a ideia de comprar na baixa e vender na alta. Esse é um sentimento que o cidadão deve exorcizar. Eu compro na baixa e rezo para que baixe ainda mais. Quando você compra uma ação com o sentimento de vendê-la com um sobrepreço, você torce para que ela suba. Mas quando você tem um programa de 10 anos para enriquecer em que todos os meses você vai comprando um pouquinho mais de ações, você vai torcer para comprar mais caro? Não, né?

A Bovespa não é arriscada

O mercado de ações no Brasil não é de risco. Mercado de risco é nos EUA ou na Europa. Quem compra a ação de uma empresa lá paga muito mais do que o valor real, que pode ser representado pelo valor patrimonial. O patrimônio líquido é resultante de bens, direitos, valores e obrigações. Se você comprar um papel por menos ou muito menos que o valor patrimonial, não tem risco.

Setor elétrico é para comprar de pá

Recentemente tivemos um evento no setor de energia que exemplifica as oportunidades da Bovespa. A maioria das empresas do setor de energia era negociada por mais do que o valor patrimonial, com exceção da Eletrobras. Aí veio a presidente Dilma e baixou o preço da energia sem consultar ninguém. Muitas empresas de energia passaram a ser negociadas por bem menos que o valor patrimonial. Eu fui lá e comprei. Ao invés de fugirem do setor elétrico como fizeram, todos deveriam ter comprado mais. Eu comprei Eletropaulo e Eletrobras ON por causa de fatores técnicos, dados históricos e um retorno em dividendos mais interessante. Os outros fugiram por uma questão psicológica. Teve aquele analista do Barclays que disse que o preço justo da ação da Eletrobras era R$ 1. Eu estava rezando para que fosse a R$ 2, mas infelizmente não foi. Quando chegou a R$ 6, eu e um monte de gente compramos. Numa situação como essas, tem que ir lá e comprar com a pá. Como toda a estrutura que possui, a Eletrobras chegou a ter um valor de mercado de R$ 12 bilhões, sendo que só a usina de Belo Monte vai custar R$ 25 bilhões. Então é ridículo o preço que se atribui a ela.

Empresas fora da bolsa

Não invisto em empresas que não estão na bolsa. As empresas de capital aberto não exigem que se faça gestão para ser sócio. Eu não quero ser dono, eu quero ser um investidor parceiro. Uma vez me perguntaram o que eu achava de um posto de gasolina como investimento. Eu disse que era uma maravilha. Então me perguntaram por que eu não tinha um. Eu disse que preferia ter 4% de 5 mil postos de gasolina da Petróleo Ipiranga. Não tem dor de cabeça e ninguém me assalta. Não exercito o sentimento de dono. Se o negócio começa a ir mal, no mercado de valores você vende as ações e parte para outra.

Não invista em fundos de ações

Eu não conheço ninguém que ficou rico comprando fundo. Nos fundos, tem um sanguessuga permanente, que se chama taxa de administração, taxa de performance, taxa de êxito, taxa de acerto. Não tiram só do lucro, tiram do principal também. Você precisa ter um ganho extraordinário para suportar esses gastos.

Os lucros artificiais dos fundos

Um dos caras de mercado mais incríveis que conheci foi o Edmundo Valadão [um dos fundadores da Geração Futuro, morto em 2010]. Ele comprava uns lixos do mercado, que ninguém queria e que não tinham liquidez. Com algum dinheiro, ele conseguia comprar boa parte dos papéis em circulação dessa empresa, elevando as cotações. Mas era uma riqueza que não era verdadeira porque, se precisasse, ele teria dificuldade em vender aquela posição sem derrubar as cotações. Entre as empresas que ele valorizou, estão a Forjas Taurus e a Guararapes. Ele ajudou a multiplicar a cotação da Forjas Taurus por 15. Então imagine como o fundo dele subiu com isso? Mas esse tipo de lucro só serve para ele captar mais dinheiro. Por que o Bradesco e outros fundos nunca dão uma performance tão boa? Porque lá tem comitê de administração e o gestor não consegue fazer isso.

Warren Buffett

Uma das coisas que aprendi com o Warren Buffett é não ser um “patrocinator”. As pessoas sentem necessidade de mostrar à sociedade que têm grana. A primeira coisa que 99% das pessoas que ganham dinheiro fazem é gastar, é jogar para fora a essência de seus egos. Quem souber administrar esses egos, um dia vai ficar rico. Cada vez que ganha dinheiro, o Buffett o administra com lógica, competência e inteligência. Muitas pessoas não entendem o sentido de ele ter uma montanha de dinheiro e morar há tantas décadas na mesma casa. Mas se ele está bem naquela casa, por que ele precisa comprar um palácio? Ele não compra um carro de US$ 500 mil porque, para se locomover, não é necessário. O Buffett contempla a conta bancária.

Para se locomover, Zafira e metrô

Eu podia comprar 10 Mercedes, uma de cada cor. Sei que posso qualquer coisa, mas eu devo? Se acho uma imbecilidade, não faço. O carro em que ando com mais regularidade é uma Zafira [carro da Chevrolet que já saiu de linha]. Minha esposa recentemente me pediu uma SUV. Sabe qual comprei? Um Chery Tiggo [carro chinês] de R$ 50 mil. É a metade do preço de outros SUV, mas é um ótimo carro. Eu não tenho vaidade. Para trabalhar, venho todos os dias de metrô. É mais seguro. Eu vivo pensando em ações. Então às vezes estou no carro, vem alguma coisa à cabeça e me distraio. Já cheguei a passar no farol vermelho no cruzamento das avenidas Paulista e Brigadeiro Luís Antônio. Como no metrô nunca vai acontecer isso, mudei meu hábito. Gasto só com o que é necessário. Moro em uma excelente casa. Quando quero ir a uma churrascaria, vou ao Fogo de Chão.

PGBL e VGBL são conto do vigário

Com um fundo de previdência, as pessoas não conseguem enriquecer. Você já ouviu falar do Montepio da Família Militar? Era um fundo de previdência que quebrou [em 1986, deixando milhares de poupadores na mão]. Mesmo que não quebre, esses fundos tiram tanto em taxas cobradas dos poupadores que não dá o resultado esperado. Você já tentou comprar um PGBL ou VGBL? É um conto do vigário. Fiz um e coloquei R$ 100 por mês durante cinco anos. Quando fui resgatar, havia perdido 40%.

Renda fixa

Se você anotar todos seus gastos no começo e no final do ano e comparar o aumento com o que a renda fixa lhe paga, vai ver que sempre está perdendo poder aquisitivo. Aplicar na renda fixa rende menos que sua inflação. Renda fixa é perda fixa. Eu aplicava nisso quando dava 20% ao dia. Hoje vejo que a população ficou seduzida pelos retornos daquele período de inflação galopante e juros altos. O governo não incentivou a criação de investidores, criou um bando de agiotas que emprestam dinheiro ao banco e recebem pouco.

Poupança

A gente é muito atrasado na cultura de investimentos. O brasileiro foi acarneirado. Nas décadas de 1960 e 1970, havia propagandas de bancos na TV chamando as pessoas para investir na caderneta de poupança. Na época, o próprio governo incentivava isso porque precisava desse dinheiro para se financiar. As pessoas ainda acham que poupança é garantido e não tem risco. Mas, se o banco quebrar, o cidadão só recebe de volta R$ 250 mil. Como os mais jovens começaram a perceber isso, a isca mudou. Agora a cama de gato é para os garotinhos. O banco dá à criançada um bonequinho [os “poupançudos” da Caixa Econômica Federal] se o pai abrir uma caderneta. Nunca ninguém diz para você comprar ações e ficar rico.

Imóveis

Comprar um apartamento na planta e vender depois de seis meses não é investimento, é especulação. Se der sorte de comprar um imóvel e pegar um ciclo bom da economia ou então for construída uma estação de metrô ou um shopping na região, haverá uma valorização. Mas também pode dar errado. Não tem liquidez e não dá para se desfazer de só uma parte do investimento como na bolsa. Sem a inflação, os imóveis perderam o charme. O Poder Judiciário demora para ordenar o despejo de alguém que não paga aluguel. E as prefeituras podem tirar receitas do dono do imóvel. Elas jogam o valor venal do imóvel lá para cima para cobrar mais IPTU.

Fonte: Infomoney

Anúncios

Read Full Post »

Ao contratar um empréstimo é muito importante, ficar atento a detalhes especiais como a taxa de juros a serem cobradas.

Como vivemos numa economia capitalista, as taxas diferenciam entre os bancos, sendo assim é preciso ficar atento para evitar surpresas.

Recentemente o PROCON realizou uma pesquisa para saber qual era a melhor taxa de mercado em dois empréstimos.

No primeiro caso foi simulado um financiamento no valor de R$ 950,00 no Cheque Especial, no período de um mês.

Cheque especial por 1 mês 
Banco Tx mensal (média/novembro)  Gasto total
Santander 9,87% R$ 1.043,77
HSBC 9,82% R$ 1.043,29
Bradesco 8,76% R$ 1.033,22
Itaú 8,75% R$ 1.033,13
Safra 8,25% R$ 1.028,38
Banco do Brasil 5,70% R$ 1.004,15
Caixa Econômica Federal 4,27% R$ 990,57

No segundo caso, o  cálculo a seguir mostra quanto custa emprestar R$ 1,5 mil para pagamento ao longo de 12 meses, assim como a variação do custo do dinheiro de banco para banco.

Empréstimo pessoal em 12 meses
Banco Tx mensal (média/novembro)  Gasto total
Bradesco 6,17% R$ 2.167,04
Itaú 6,02% R$ 2.149,34
Santander 5,91% R$ 2.136,41
HSBC 5,77% R$ 2.120,00
Safra 4,90% R$ 2.019,42
Banco do Brasil 4,27% R$ 1.948,11
Caixa Econômica Federal 3,51% R$ 1.863,61

Fonte: Procon

Read Full Post »

Código Ação Tipo Qtde. Teórica Part. (%)
ALLL3 ALL AMER LAT ON NM 51,88655657 0,942
AMBV4 AMBEV PN 11,558325 1,741
BBAS3 BRASIL ON NM 71,93947311 3,473
BBDC4 BRADESCO PN EJ N1 61,63853561 3,729
BISA3 BROOKFIELD ON NM 129,230878 0,552
BRAP4 BRADESPAR PN N1 13,64822812 0,645
BRFS3 BRF FOODS ON NM 19,95056046 1,613
BRKM5 BRASKEM PNA N1 31,21493471 0,822
BRML3 BR MALLS PAR ON NM 27,19291342 1,174
BTOW3 B2W VAREJO ON NM 14,37112635 0,369
BVMF3 BMFBOVESPA ON NM 136,3447356 3,396
CCRO3 CCR SA ON NM 47,57691813 1,752
CESP6 CESP PNB N1 17,06813575 0,681
CIEL3 CIELO ON NM 17,62063041 1,922
CMIG4 CEMIG PN N1 40,91982546 1,736
CPFE3 CPFL ENERGIA ON NM 13,61072208 0,525
CPLE6 COPEL PNB N1 9,732776321 0,606
CRUZ3 SOUZA CRUZ ON 15,22868399 0,864
CSAN3 COSAN ON NM 11,23963385 0,907
CSNA3 SID NACIONAL ON EJ 82,67372258 1,266
CTIP3 CETIP ON NM 19,57585182 0,855
CYRE3 CYRELA REALT ON NM 50,19378911 1,653
DASA3 DASA ON NM 32,22894063 0,682
DTEX3 DURATEX ON NM 22,18348794 0,657
ELET3 ELETROBRAS ON N1 51,68872675 0,607
ELET6 ELETROBRAS PNB N1 32,32216831 0,702
ELPL4 ELETROPAULO PN ED N2 26,41994912 0,465
EMBR3 EMBRAER ON NM 29,15808506 0,908
ENBR3 ENERGIAS BR ON NM 33,61740692 0,765
FIBR3 FIBRIA ON NM 19,71314052 0,863
GFSA3 GAFISA ON NM 194,1714844 1,492
GGBR4 GERDAU PN N1 83,54868462 2,299
GOAU4 GERDAU MET PN N1 16,67827801 0,582
GOLL4 GOL PN N2 33,68675926 0,682
HGTX3 CIA HERING ON NM 14,84162006 1,048
HYPE3 HYPERMARCAS ON NM 53,76575449 1,519
ITSA4 ITAUSA PN N1 151,331989 2,733
ITUB4 ITAUUNIBANCO PN ED N1 79,363663 4,876
JBSS3 JBS ON NM 79,9408885 0,931
KLBN4 KLABIN S/A PN N1 36,06383684 0,936
LAME4 LOJAS AMERIC PN 29,78241324 0,953
LIGT3 LIGHT S/A ON NM 12,78266487 0,461
LLXL3 LLX LOG ON NM 149,0079785 0,552
LREN3 LOJAS RENNER ON INT NM 7,437773016 0,991
MMXM3 MMX MINER ON NM 166,4708579 0,581
MRFG3 MARFRIG ON NM 46,71451821 0,672
MRVE3 MRV ON NM 92,80591605 1,571
NATU3 NATURA ON NM 10,82260657 0,953
OGXP3 OGX PETROLEO ON NM 627,6618811 1,95
OIBR3 OI ON N1 20,48857479 0,261
OIBR4 OI PN N1 107,1113287 1,154
PCAR4 P.ACUCAR-CBD PN N1 4,277854609 0,828
PDGR3 PDG REALT ON NM 596,9000938 3,122
PETR3 PETROBRAS ON 77,40284514 2,295
PETR4 PETROBRAS PN 256,6120829 8,297
RENT3 LOCALIZA ON NM 11,28946073 0,728
RSID3 ROSSI RESID ON NM 151,2485452 0,989
SANB11 SANTANDER BR UNT EJ N2 43,76101325 1,122
SBSP3 SABESP ON EJ NM 3,684909762 0,63
SUZB5 SUZANO PAPEL PNA INT N1 72,02587847 1,014
TIMP3 TIM PART S/A ON NM 94,99073458 1,474
TRPL4 TRAN PAULIST PN N1 4,515444653 0,271
UGPA3 ULTRAPAR ON NM 8,795476005 0,802
USIM3 USIMINAS ON N1 12,74092964 0,263
USIM5 USIMINAS PNA N1 98,90927087 1,996
VAGR3 V-AGRO ON NM 400,8959935 0,32
VALE3 VALE ON N1 42,1686651 2,647
VALE5 VALE PNA N1 135,6568625 8,033
VIVT4 TELEF BRASIL PN 11,8791971 1,1
Quantidade Teórica Total 5.183,98 100

Read Full Post »

O Bradesco foi o banco mais rentável em pesquisa que agrupava América Latina e Estados Unidos, de acordo com balanço da Economatica divulgado nesta segunda-feira. O banco conta com a melhor Rentabilidade sobre o Patrimônio (Roe), com ativos totais superiores a US$ 100 bilhões. No ano de 2011, o Banco foi o segundo classificado nessa pesquisa e a liderança era do Banco do Brasil (BBDC4).

Apesar da colocação, o Roe do Bradesco em 2012 foi de 17,27%, valor menor que o de 2011, quando o banco tinha atingido 19,83 %. Já em 2011, o Banco do Brasil tinha Roe equivalente a 21,55% e, no ano passado, a margem ficou em 16,89%. O terceiro banco com melhor rentabilidade em 2012 foi o ItauUnibanco, com 16,70%, mantendoa mesma posição de  2011.

Já o quarto  brasileiro entre os bancos com ativos superiores a US$ 100 bilhões é o Santander Brasil que ficou na décima sexta colocação em 2012 com ROE de 6,83%, segundo a Economatica.

Veja os 10 Bancos com a maior rentabilidade em 2012:

Posição

Banco

Rentabilidade

Banco Bradesco

17,27%

Banco do Brasil 

16,89%

Itaú

16,70%

US Bancorp

15,48%

Wells Fargo

12,69%

Fifith Third Bancorp

11,71%

JP Morgan Chase

10,98%

State Street Corp

10,24%

Goldman Sachs Group

10,23%

10º

Capital One Financial

10,02%

Fonte: Economatica

Read Full Post »

SÃO PAULO – Quem participou de planos de expansão ou financiou Plantas Comunitárias de Telefonia entre as décadas de 1970 e 1990, comprando a linha diretamente da companhia telefônica, pode ter recebido ações da Telebrás ou de outra empresa de telecomunicações.

Pensando nisso, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) divulgou na última segunda-feira (25) a 4ª edição do Boletim de Proteção do Consumidor/Investidor com informações e orientações sobre as ações em nome de usuários de serviços de telefonia resultantes dos planos de expansão.

A autarquia lembrou que, mesmo com a Lei Geral de Telecomunicações de 1997 e com as mudanças ocorridas na década de 90, aqueles que receberam ações dessas empresas (e não as venderam) continuam acionistas. “Para saber se o investidor tem realmente ações de determinada companhia aberta, é necessário que entre em contato com as instituições financeiras que prestam serviço de atendimento ao acionista das empresas, informação que pode ser obtida no site das próprias concessionárias”, ressaltou a autarquia.

A lista abaixo mostra as entidades que devem ser procuradas atualmente, mas essa relação sofre alterações e pode ficar desatualizada. “Consulte a página na Internet da  empresa telefônica em questão para ter  acesso a informações atualizadas quanto  ao serviço de atendimento a acionistas”, aconselha a CVM.

Veja a lista atual:

Banco do Brasil: Oi S.A.

Banco Itaú: Contax Participações  S.A. e Embratel Participações S.A. (o prestador de serviços de ações escriturais é a Itaú Corretora de Valores , mas o atendimento a acionistas é feito pelo Banco Itaú). 

Banco Bradesco: Telefônica Brasil S.A., TIM Participações e Telecomunicações Brasileiras S.A. – Telebrás

Banco Itaú: Contax Participações S.A. e Embratel Participações S.A. (o prestador de serviços de ações escriturais é a Itaú Corretora de Valores , mas o atendimento a acionistas é feito pelo Banco Itaú).

Banco Bradesco: Telefônica Brasil S.A., TIM Participações e Telecomunicações Brasileiras S.A. – Telebrás

A CVM diz ainda que, se o acionista quiser vender os papéis que possui, deve procurar qualquer corretora ou distribuidora credenciada pela autarquia a operar no mercado. Quem tiver ações em quantidade inferior ao lote mínimo de negociação também tem a opção de vender suas ações por intermédio dos bancos conveniados com a companhia: Banco do Brasil, Banco Santander, HSBC, Itaú Unibanco e Bradesco.

O valor da venda das ações depende da quantidade e da cotação da ação no mercado na data da venda. Segundo a CVM, a quantidade de ações que o investidor possui varia de acordo com o valor pago na aquisição da linha telefônica à época da capitalização das ações.

Cuidados
O boletim da CVM lembra que a intermediação de negócios nesse mercado só pode ser realizada por profissionais registrados na autarquia. “A negociação privada, com escritórios e outras empresas, pode trazer para o investidor riscos adicionais, como a venda por valores abaixo do mercado e uma atuação irregular no mercado de valores mobiliários”, lembra a CVM.

A autarquia aponta que há um grande volume de ações judiciais discutindo os parâmetros utilizados conversão dos valores pagos em ações. “Esta matéria, no entanto, não se encontra no âmbito da competência da CVM, nem tampouco, a princípio, a negociação de direitos de usuários a eventual complementação”, conclui o boletim.

Sobre os planos de expansão
O boletim da CVM lembra que, entre as décadas de 70 e 90, os planos de expansão tornaram-se uma forma de autofinanciamento em que o usuário de serviços de telefonia adiantava recursos financeiros para ter acesso a uma linha telefônica,. Em troca, eles recebiam ações da empresa concessionária do serviço de telecomunicações.

Desta forma, o consumidor tornava-se acionista e os recursos obtidos na participação financeira eram utilizados para implantação ou expansão de redes de telefonia. Em 1997, com a Lei Geral de Telecomunicações e a edição da Portaria nº 261, do Ministério das Comunicações, este sistema de autofinanciamento deixou de ser aplicado e a assinatura do Serviço Telefônico Público a ser condicionada apenas ao pagamento da tarifa ou preço de habilitação, como é atualmente.

Fonte: Infomoney

http://www.infomoney.com.br/onde-investir/acoes/noticia/2709673/voce-pode-ter-acoes-empresas-telefonia-sem-saber-veja-como

Read Full Post »

 

RK 09 BANCO PAÍS ACTIVOS 06/09 US$ Mill PAT 06/09 US$ Mill
1 ITAÚ BR 292.226,70 21.024,10
2 DO BRASIL BR 259.596,30 16.929,10
3 BRADESCO BR 245.597,00 19.214,30
4 SANTANDER BR 179.610,60 25.471,60
5 CEF BR 166.828,90 6.959,80
6 BBVA BANCOMER MX 85.044,30 6.992,90
7 BANAMEX MX 74.942,40 9.113,90
8 HSBC BR 54.299,20 2.904,70
9 VOTORANTIM BR 50.039,30 3.331,90
10 SANTANDER MX 48.661,30 5.635,00
11 MERCANTIL DEL NORTE MX 42.649,40 2.763,80
12 SANTANDER SANTIAGO CL 36.679,40 2.890,60
13 FINASA BMC BR 33.269,10 11.792,90
14 SAFRA BR 31.760,50 2.360,40
15 NOSSA CAIXA BR 31.105,50 1.402,40
16 DE CHILE CL 30.750,90 2.540,30
17 HSBC MX 30.482,60 2.205,50
18 BANCO ESTADO CL 29.131,10 1.483,30
19 BCI CL 22.782,00 1.560,60
20 NACIÓN AR 19.319,50 2.039,30
21 BANCOLOMBIA CO 19.084,40 2.854,30
22 CITIBANK BR 18.569,30 1.560,00
23 BANESCO VE 17.722,00 1.452,70
24 CRÉDITO PE 15.923,20 1.441,80
25 INBURSA MX 15.230,10 3.007,80
26 MERCANTIL VE 15.205,70 1.344,80
27 PROVINCIAL  VE 14.879,30 1.581,30
28 DE VENEZUELA SANTANDER VE 13.920,30 1.309,60
29 BBVA CL 13.003,00 870,6
30 DE BOGOTÁ CO 12.802,50 1.605,60
31 SCOTIABANK INVERLAT MX 11.451,70 1.830,20
32 CORP BANCA CL 11.054,20 903,8
33 SCOTIABANK CL 10.763,80 1.409,50
34 DAVIVIENDA CO 10.524,40 1.170,60
35 BNP PARIBAS BR 10.488,90 551,6
36 CONTINENTAL BBVA PE 10.127,40 817,1
37 BBVA COLOMBIA CO 9.983,50 855,9
38 OCCIDENTAL DE DESCUENTO VE 9.911,40 708,8
39 HSBC PA 9.674,40 1.472,90
40 DO NORDESTE BR 8.248,80 984,1
41 REP. ORIENTAL DEL URUGUAY UY 8.093,80 827,5
42 GENERAL PA 8.062,10 907,5
43 SECURITY CL 7.810,10 355,8
44 PROVINCIA AR 7.653,00 437
45 I.N.G. BANK MX 7.477,40 524,7
46 SCOTIABANK PE 7.407,60 866,3
47 JP MORGAN  BR 7.304,70 644,3
48 VOLKSWAGEN BR 7.238,20 620,1
49 FIAT  BR 6.982,70 447,8
50 R. DE LA PLATA, SANTANDER AR 6.843,30

Fonte: Revista América Economia

Site: http://brasil.americaeconomia.com/

Read Full Post »

ANÁLISE DE AÇÕES
BBAS3   ANÁLISE DE RISCO  
Último R$ 29.25  Beta 1.02 
Variação -1.68%  Retorno Esperado Mensal 2.5% 
Abertura 29.65  Retorno Esperado Anual 35.0% 
Mínimo 29.09  Volatilidade Esperada Mensal 10.9% 
Máximo 29.95  Volatilidade Esperada Anual 37.8% 
VALUATION   Value at Risk prob. = 16% -8.5% 
Valor Patrimonial 13.08  Pior Cenário – Bearish 28.49 
Lucro/Ação 3.48  Melhor Cenário – Bullish 35.27 
PL anual 8.4  Alvo 31/12/2009 30.71 
ROE anual 26.6%  Alvo em 12 meses 41.98 
WACC anual 13.1%  Índice de Sharpe 0.22 
Preço Justo 45.82  Índice de Jensen 0.63 
Potencial 56.7%  Índice de Treynor 2.45 

Fonte: Sfera Stock Analysis

Read Full Post »

Older Posts »