Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘BM&F’

Ativo
Nome do fundo Data/Hora Últ. (R$) Var.(%) Mín. Máx. Oferta Qt. Oferta Oferta Qt. Oferta Vol. Tot.
Dia Cpra Cpra Venda Venda
ABCP11 FII ABC IMOB CI 18/jul 9 -6,54 8,82 9 0 0 0 0 2,20K
AEFI11 FII AESAPAR CI 14h39 122,5 -0,61 122,5 123,85 122,5 35 123,72 90 103,99K
AGCX11 FII AG CAIXA CI 14h54 1005 -0,3 1005 1009,99 1002 2 1005 193 69,51K
ALMI11B FII TORRE AL CI MB 18/jul 3150 0 3130 3169 0 0 0 0 44,17K
ANCR11B FII ANCAR IC CI MB 18/jul 602 0 602 602 0 0 0 0 0
AQLL11B FII AQUILLA CI MB 18/jul 1461,99 0 1461,99 1461,99 0 0 0 0 0
BBFI11B FII BB PROGR CI MB 12h17 4238 0,43 4238 4238 4225 1 4239,99 4 42,38K
BBPO11 FII BB PRGII CI 15h29 109,2 0,28 108,4 109,35 109,14 1 109,2 405 1,55M
BBRC11 FII BB CORP CI 14h34 95,05 -1 95,02 95,05 95,02 10 96,01 12 9,50K
BBVJ11 FII C JARDIM CI 15h24 79,99 -0,5 78,05 80,61 78,13 94 79,99 13 146,86K
BCFF11B FII BC FFII CI MB 14h33 97,2 0,21 97,05 97,96 97,15 4 97,3 6 92,03K
BJRC11 FII JS RECIM CI 18/jul 965 -0,41 930 968 0 0 0 0 662,66K
BMLC11B FII BMBRC LC CI MB 11h36 116,5 -0,43 116,5 116,5 116,5 134 117,2 150 4,19K
BNFS11 FII BANRISUL CI 18/jul 104,69 0 104,69 104,69 0 0 0 0 0
BPFF11 FII ABSOLUTO CI 11h14 91,95 1,73 89,2 91,95 89,21 80 91,94 80 21,35K
BRCR11 FII BC FUND CI 15h28 135,62 0,2 134,03 136,3 135,35 2 135,63 196 1,47M
CEOC11B FII CEO CCP CI MB 15h04 88,55 0,63 88,5 88,55 88,15 150 88,55 444 55,69K
CNES11B FII CENESP CI MB 14h26 123,48 1,2 123 123,48 122,8 15 123,48 115 23,27K
CSHP11B FII CSHG POP CI MB 18/jul 1383,39 0 1383,39 1383,39 0 0 0 0 0
CTXT11 FII C TEXTIL CI 18/jul 3 0 3 3 0 0 0 0 0
CXCE11B FII CX CEDAE CI MB 10h55 1881 -1 1881 1890 1861 3 2011 2 16,94K
CXTL11 FII CX TRX CI 11h47 760,1 0,01 760,1 770 760,1 16 799 50 76,11K
DOVL11B FII DOVEL CI MB 18/jul 2240,9 0 2240,9 2240,9 0 0 0 0 0
DRIT11B FII MTGESTAO CI MB 18/jul 122 0 122 122 0 0 0 0 0
EDFO11B FII OURINVES CI MB 18/jul 212 0 212 212 0 0 0 0 0
EDGA11B FII GALERIA CI MB 15h11 79,99 -0,07 79,99 80,75 79,91 50 79,99 135 419,91K
EURO11 FII EUROPAR CI 15h18 186 1,07 186 186 184,02 1 186 44 8,00K
FAED11B FII ANH EDUC CI MB 18/jul 141 0 141 141 0 0 0 0 21,01K
FAMB11B FII ALMIRANT CI MB 12h09 4500 0 4500 4500 4400 1 4500 1 9,00K
FCFL11B FII CAMPUSFL CI ER MB 13h35 1160 0,03 1160 1169,99 1151,5 10 1169,99 7 98,99K
FEXC11B FII EXCELLEN CI MB 12h22 111 -0,36 111 111,39 110,11 90 111 48 22,44K
FFCI11 FII RIOB RC CI 15h05 1,73 2,37 1,68 1,73 1,72 200 1,73 6,30K 231,81K
FIGS11 FII GEN SHOP CI 14h07 97,99 2,05 96,5 97,99 92 10 97,99 322 96,86K
FIIB11 FII INDL BR CI 14h34 328 0 328 330 328 3 330 16 7,24K
FIIP11B FII RB CAP I CI MB 13h16 156,5 0,16 156,25 156,5 156,25 5 156,5 901 26,58K
FIXX11 FII FATORFIX CI 18/jul 97,28 0,5 97,28 97,28 0 0 0 0 9,44K
FLMA11 FII S F LIMA CI ER 12h56 2,05 0 2,05 2,05 2,01 100 2,05 4,32K 1,39K
FLRP11B FII FLORIPA CI MB 15h00 732,5 -1,61 732,11 745 732,15 1 743,5 15 62,57K
FMOF11 FII MEMORIAL CI 10h40 150,01 0 150,01 150,01 150,01 10 169,96 1 600
FPAB11 FII A BRANCA CI 18/jul 373,3 -0,19 373,3 388,15 0 0 0 0 12,77K
FTCE11B FII OPPORTUN CI MB 18/jul 3500 0 3500 3500 0 0 0 0 0
FVBI11B FII VBI 4440 CI MB 15h10 96,6 -0,22 96,6 96,99 96,2 50 96,6 646 55,97K
FVPQ11 FII V PARQUE CI 18/jul 8,8 0 8,8 8,8 0 0 0 0 0
GWIC11 FII GWI LOG CI ER 10h35 195 0,67 195 195 195 1 195 1 195
HCRI11B FII CRIANCA CI ER MB 18/jul 243,28 -0,7 232 244,5 0 0 0 0 169,20K
HGBS11 FII CSHGSHOP CI 15h28 1889,49 0,24 1870 1889,49 1881 1 1889,5 10 209,75K
HGCR11 FII CSHG CRI CI 13h59 1040 0,48 1030 1040 1030 20 1040 52 70,47K
HGJH11 FII CSHGJHSF CI 14h08 1300 0 1300 1300 1280 8 1334,99 10 59,80K
HGLG11 FII CSHG LOG CI 15h26 1136,99 0,57 1132 1137 1132,01 30 1136,99 29 309,23K
HGRE11 FII HG REAL CI 15h26 1575 0,32 1565 1580 1570 4 1575 89 730,56K
HTMX11B FII HOTEL MX CI MB 15h06 277 -0,36 275,95 279,5 277 19 279,5 100 202,59K
JRDM11B FII SHOPJSUL CI MB 11h10 94,6 -0,42 94,6 94,6 92,5 4,00K 94,8 100 9,46K
JSIM11 FII JS RENDA CI ER 18/jul 944,99 0 944,99 944,99 0 0 0 0 0
JSRE11 FII JS REAL CI 15h14 922,79 -0,02 900,5 922,79 922,79 10 923 46 141,20K
KNCR11 FII KINEA RI CI 14h01 1069 3,38 1045 1069,99 1047 10 1069 135 124,88K
KNRE11 FII KII REAL CI 18/jul 0,24 0 0,24 0,24 0 0 0 0 0
KNRI11 FII KINEA CI 15h28 1408 1,07 1393,03 1414 1403 8 1408 48 2,39M
MAXR11B FII MAX RET CI MB 14h41 1190 0 1189 1190 1170 12 1196 4 47,57K
MBRF11 FII MERC BR CI 18/jul 1265 -1,94 1256 1271 0 0 0 0 69,55K
MSHP11 FII LARGO 13 CI ER 14h50 500 -0,99 500 505,02 470 1 524,8 3 15,12K
MSLF11B FII MSL 13 CI MB 18/jul 665 0 665 665 0 0 0 0 0
MXRC11 FII MAXIMARC CI 18/jul 106,4 0 106,4 106,4 0 0 0 0 0
MXRF11 FII MAXI REN CI 15h14 90,8 -1,29 89,17 91,99 90,01 50 90,8 1 321,96K
NSLU11B FII LOURDES CI MB 15h11 182,5 0,77 182,5 182,5 181,21 5 182,5 98 365
ONEF11 FII THE ONE CI 13h48 800 -3,38 800 811 800 18 828 3 65,02K
PABY11 FII PANAMBY CI 18/jul 99 0 99 99 0 0 0 0 0
PLRI11 FII POLO I CI 18/jul 115,2 0,17 115,2 115,2 0 0 0 0 1,84K
PORD11 FII POLO CRI CI 14h48 99,52 -1,02 99,52 99,52 99,52 577 100,49 132 12,24K
PQDP11 FII D PEDRO CI 15h13 1435 -0,35 1410 1435 1425 5 1435 10 37,01K
PRSN11B FII PERSONAL CI MB 18/jul 1,1 0 1,1 1,1 0 0 0 0 0
PRSV11 FII P VARGAS CI ER 15h15 1218 1,5 1198 1224 1218 8 1223 10 351,10K
RBCB11 FII RIOBRCIB CI 18/jul 1005,07 0 1005,07 1005,07 0 0 0 0 0
RBDS11 FII RBRESID2 CI 18/jul 1300 0 1300 1300 0 0 0 0 0
RBGS11 FII RB GSB I CI 13h52 78 2,5 78 78 76,15 400 79 10 39,00K
RBPD11 FII RBPRIME2 CI 14h18 83 0 83 83 83 560 84 34 3,32K
RBPR11 FII RBPRIME1 CI 15h18 45,8 0 45,8 45,8 45,4 50 45,8 90 6,55K
RBRD11 FII RB II CI 10h57 75 0,2 75 75 75 150 79 1 19,50K
RBVO11 FII RIOBCRI2 CI 14h12 81,5 0,74 81,5 81,8 81,5 218 81,8 82 21,79K
RCCS11 FII REP 1 CI 18/jul 1050 0 1050 1050 0 0 0 0 0
RDES11 FII RD ESCRI CI 13h50 108 0 108 108 106,76 32 108 644 7,13K
RNDP11 FII BB R PAP CI 10h00 750 0 750 750 720,1 1 770 21 10,50K
RNGO11 FII RIONEGRO CI 15h10 88,75 0 88,12 88,75 88,46 90 88,75 22 118,60K
RSBU11B FII RSB 1 CI MB 18/jul 3,49 0 3,49 3,49 0 0 0 0 0
SAAG11 FII SANT AGE CI 15h19 95,5 0,53 95 95,93 95,5 14 95,9 625 177,38K
SCPF11 FII SCP CI 18/jul 50 0 50 50 0 0 0 0 0
SDIL11 FII SDI LOG CI 15h02 103,98 0,08 102,9 103,98 103,5 60 104 100 52,21K
SFND11 FII SAO FER CI 24/abr 0 0 0 0 0 0 0 0 0
SHPH11 FII HIGIENOP CI 13h11 600 0 600 605 571 1 600 10 12,61K
SPTW11 FII SP DOWNT CI 15h27 83,99 0,11 83,3 84 83,57 10 83,99 414 163,25K
STFI11 FII SANT 001 CI 18/jul 9750 0 9750 9750 0 0 0 0 0
TBOF11 FII TBOFFICE CI 15h13 80,95 -0,05 80,95 81,66 80,9 11 80,95 128 249,76K
THRA11B FII BM THERA CI MB 14h58 88,7 -0,34 88,5 88,7 88,2 4 88,7 98 39,96K
TRNT11B FII TORRE NO CI ER MB 18/jul 205,01 0 205,01 205,01 0 0 0 0 0
TRXL11 FII TRX LOG CI ER 15h23 105,3 -0,19 105,3 105,9 105,3 33 105,9 300 50,04K
VLOL11 FII OLIMPIA CI 18/jul 84,38 0,45 83,67 84,39 0 0 0 0 41,97K
VRTA11 FII FATOR VE CI 14h44 117 0,86 116,2 117 116,25 100 117 37 138,70K
WMRB11B FII WM RBCAP CI MB 18/jul 935 0 935 935 0 0 0 0 0
WPLZ11B FII W PLAZA CI ER MB 18/jul 69 -5,48 68 73 0 0 0 0 174,48K
XPCM11 FII XP MACAE CI 15h22 91,66 0,8 90,3 91,67 90,8 150 91,6 44 344,42K
XPGA11 FII XP GAIA CI 15h20 109,5 0,66 108,6 110,1 108,41 10 109,57 1 158,30K
XTED11 FII TRXE COR CI 15h19 66,52 -1,74 66,52 68 66,51 27 66,52 1,36K 413,60K

Legenda: K – Mil | M – Milhão | B – Bilhão

Fonte: http://www.infomoney.com.br

Anúncios

Read Full Post »

Código Ação Tipo Qtde. Teórica Part. (%)
ALLL3 ALL AMER LAT ON NM 51,88655657 0,942
AMBV4 AMBEV PN 11,558325 1,741
BBAS3 BRASIL ON NM 71,93947311 3,473
BBDC4 BRADESCO PN EJ N1 61,63853561 3,729
BISA3 BROOKFIELD ON NM 129,230878 0,552
BRAP4 BRADESPAR PN N1 13,64822812 0,645
BRFS3 BRF FOODS ON NM 19,95056046 1,613
BRKM5 BRASKEM PNA N1 31,21493471 0,822
BRML3 BR MALLS PAR ON NM 27,19291342 1,174
BTOW3 B2W VAREJO ON NM 14,37112635 0,369
BVMF3 BMFBOVESPA ON NM 136,3447356 3,396
CCRO3 CCR SA ON NM 47,57691813 1,752
CESP6 CESP PNB N1 17,06813575 0,681
CIEL3 CIELO ON NM 17,62063041 1,922
CMIG4 CEMIG PN N1 40,91982546 1,736
CPFE3 CPFL ENERGIA ON NM 13,61072208 0,525
CPLE6 COPEL PNB N1 9,732776321 0,606
CRUZ3 SOUZA CRUZ ON 15,22868399 0,864
CSAN3 COSAN ON NM 11,23963385 0,907
CSNA3 SID NACIONAL ON EJ 82,67372258 1,266
CTIP3 CETIP ON NM 19,57585182 0,855
CYRE3 CYRELA REALT ON NM 50,19378911 1,653
DASA3 DASA ON NM 32,22894063 0,682
DTEX3 DURATEX ON NM 22,18348794 0,657
ELET3 ELETROBRAS ON N1 51,68872675 0,607
ELET6 ELETROBRAS PNB N1 32,32216831 0,702
ELPL4 ELETROPAULO PN ED N2 26,41994912 0,465
EMBR3 EMBRAER ON NM 29,15808506 0,908
ENBR3 ENERGIAS BR ON NM 33,61740692 0,765
FIBR3 FIBRIA ON NM 19,71314052 0,863
GFSA3 GAFISA ON NM 194,1714844 1,492
GGBR4 GERDAU PN N1 83,54868462 2,299
GOAU4 GERDAU MET PN N1 16,67827801 0,582
GOLL4 GOL PN N2 33,68675926 0,682
HGTX3 CIA HERING ON NM 14,84162006 1,048
HYPE3 HYPERMARCAS ON NM 53,76575449 1,519
ITSA4 ITAUSA PN N1 151,331989 2,733
ITUB4 ITAUUNIBANCO PN ED N1 79,363663 4,876
JBSS3 JBS ON NM 79,9408885 0,931
KLBN4 KLABIN S/A PN N1 36,06383684 0,936
LAME4 LOJAS AMERIC PN 29,78241324 0,953
LIGT3 LIGHT S/A ON NM 12,78266487 0,461
LLXL3 LLX LOG ON NM 149,0079785 0,552
LREN3 LOJAS RENNER ON INT NM 7,437773016 0,991
MMXM3 MMX MINER ON NM 166,4708579 0,581
MRFG3 MARFRIG ON NM 46,71451821 0,672
MRVE3 MRV ON NM 92,80591605 1,571
NATU3 NATURA ON NM 10,82260657 0,953
OGXP3 OGX PETROLEO ON NM 627,6618811 1,95
OIBR3 OI ON N1 20,48857479 0,261
OIBR4 OI PN N1 107,1113287 1,154
PCAR4 P.ACUCAR-CBD PN N1 4,277854609 0,828
PDGR3 PDG REALT ON NM 596,9000938 3,122
PETR3 PETROBRAS ON 77,40284514 2,295
PETR4 PETROBRAS PN 256,6120829 8,297
RENT3 LOCALIZA ON NM 11,28946073 0,728
RSID3 ROSSI RESID ON NM 151,2485452 0,989
SANB11 SANTANDER BR UNT EJ N2 43,76101325 1,122
SBSP3 SABESP ON EJ NM 3,684909762 0,63
SUZB5 SUZANO PAPEL PNA INT N1 72,02587847 1,014
TIMP3 TIM PART S/A ON NM 94,99073458 1,474
TRPL4 TRAN PAULIST PN N1 4,515444653 0,271
UGPA3 ULTRAPAR ON NM 8,795476005 0,802
USIM3 USIMINAS ON N1 12,74092964 0,263
USIM5 USIMINAS PNA N1 98,90927087 1,996
VAGR3 V-AGRO ON NM 400,8959935 0,32
VALE3 VALE ON N1 42,1686651 2,647
VALE5 VALE PNA N1 135,6568625 8,033
VIVT4 TELEF BRASIL PN 11,8791971 1,1
Quantidade Teórica Total 5.183,98 100

Read Full Post »

Após um bom tempo fora do mercado, já comecei a ensaiar o meu retorno!

Hoje ao navegar pela web sem destino, conheci um site chamado Simulação, em minha opinião é o melhor site para aprendizado e treino que conheci nos últimos tempos.

Você pode até se perguntar, porque você vai treinar se já passou no CPA e já conta com experiência no mercado? A resposta é simples, todos nos enferrujamos e estou aproveitando esse site para tirar a minha ferrugem antes de voltar à tona.

Hoje estou montando minha carteira teórica e espero estar arrebentando muito em breve, amanhã postarei aqui qual será a composição dela, seu nome será Fênix.

Quero aproveitar e deixar uma dica muito importante, independente do que você faça, nunca mude seu caminho por conta da opinião de outras pessoas, eu, por exemplo, mandava muito bem no mercado, até ai tudo bem, resolvi mudar meu foco e trabalhar meu recurso em outro setor totalmente diferente do mercado de ações, resultado, quebrei a cara e ainda perdi todo o meu dinheiro e como não bastasse ainda sai devendo, mas como a vida é cheia de altos e baixos, agora sinto que estou retomando as rédeas do meu caminho gradativamente.

Entre no site e treine bastante:

http://www.simulacaobmfbovespa.com.br/

Read Full Post »

Depois de iniciar o ano em alta, os mercados acionários do Brasil e dos Estados Unidos tiveram na semana encerrada no dia 15 de janeiro uma importante desvalorização. Destaque para a divulgação de importantes indicadores da economia americana, como vendas no varejo e o Livro Bege.

Com isso, o mercado acionário brasileiro, por exemplo, voltou a ficar abaixo o patamar dos 70 mil pontos, que havia sido atingido na primeira sessão de 2010.

Maiores altas da semana

 

ATIVO CÓDIGO ÚLTIMO VARIAÇÃO
MMX MINER MMXM3  R$  14,60 7,27%
P.ACUCAR-CBD PCAR5  R$  67,90 5,27%
BRASKEM BRKM5  R$  14,45 3,96%
EMBRAER EMBR3  R$    9,76 3,28%
CELESC CLSC6  R$  37,57 2,37%
 

Baixas da semana

 

ATIVO

CÓDIGO ÚLTIMO VARIAÇÃO
BRASIL TELEC BRTO3  R$  22,85 -19,40%
BRASIL TELEC BRTO4  R$  14,89 -13,63%
FIBRIA FIBR3  R$  35,50 -10,13%
REDECARD RDCD3  R$  25,72 -7,88%
TAM S/A TAMM4  R$  38,70 -7,61%
 

Mais negociadas na semana

 

ATIVO CÓDIGO ÚLTIMO VOLUME
VALE VALE5 R$ 46,14 2.899.838.848,00
PETROBRAS PETR4 R$ 35,75 2.668.420.288,00
ITAUUNIBANCO ITUB4 R$ 37,27 748.812.944,00
PETROBRAS PETR3 R$ 39,99 604.143.000,00
BMFBOVESPA BVMF3 R$ 13,62 575.194.992,00

Portfolio

Nessa semana realizei algumas mudanças na minha carteira, vendi Petrobras (PETR4) e comprei Marcopolo (POMO4).

O motivo para a troca, não é segredo que eu não consigo manter Petrobras em meu portfólio, e o rendimento também estava quase zero a mais de 30 dias, por isso resolvi trocar e investir em POMO4, que inclusive tem um histórico de bons resultados.

O resultado da semana também esta bastante favorável, enquanto o Índice recuou 1,8% e minha carteira avançou 1,03%. Mas temos que ter calma pois o ano esta apenas começando e existem projeções de que a bolsa chegara a 90 000 pontos, logo é normal o mercado recuar um pouco e corrigir preços ate que o rali se inicie novamente.

Papel Código Acum
Rede Energia REDE4 4,41%
ABC Brasil ABCB4 16,89%
Vale VALE5 16,95%
Itausa ITSA4 12,46%
Marcopolo POMO4 2,41%
Usiminas USIM5 15,37%
AMBEV AMBV4 21,42%
Bradesco BBDC4 4,22%

Read Full Post »

Posição  Aplicação  Fechamento Rentabilidade (%)
Dia Mês Ano
1 Ibovespa 66327 -0,28 7,77 76,64
2 FIF DI 0,03 0,43 8,93
3 CDI (% ao ano) 8,62 0,03 0,43 8,84
4 FIF renda fixa 0,04 0,44 8,83
5 CDB 30 dias – média de mercado  7,69 0,03 0,38 7,75
6 Ouro BM&F (R$)  68,2 1,49 15 6,65
7 Poupança – Novembro (% ao mês) 0,5 0,02 0,32 6,15
8 Euro oficial Banco Central (R$) 2,578 0,81 0,28 -20,4
9 Dólar paralelo SP (R$) 1,9 0 -0,52 -22,1
10 FIF cambial dólar 1,08 -1,26 -23,9

19.11.09

Read Full Post »

Segunda-feira 16/11

 Brasil

8h00 – A FGV (Fundação Getulio Vargas) anuncia o IPC-S (Índice de Preços ao Consumidor – Semanal) referente à segunda quadrissemana de novembro. O índice calcula a taxa mensal da variação dos preços até meados da semana anterior àquela em que é divulgado.

8h30 – O Banco Central revela o relatório semanal Focus, que compila a opinião de consultorias e instituições financeiras sobre os principais índices macroeconômicos.

11h00 – O Ministério de Comércio Exterior reporta a Balança Comercial referente à última semana, que mede a diferença entre exportações e importações contabilizadas durante o período.

Haverá também Vencimento de Opções sobre ações negociadas na BM&F Bovespa.

 EUA

11h30 – Principal destaque para o indicador Retail Sales referente ao mês de outubro, que mede as vendas totais do mercado varejista, desconsiderando o setor de serviços. Já o Retail Sales ex-auto ignora as vendas de automóveis.

11h30 – O Fed de Nova York apresenta o NY Empire State Index referente ao mês de novembro. Esse índice tem como intuito medir a atividade manufatureira no estado, um dos principais do país.

13h00 – O Business Inventories compreende o nível de vendas e de estoques das indústrias, além dos setores de atacado e varejo durante o mês setembro.

Terça-feira 17/11

Brasil

7h00 – A Fipe (Fundação Instituto de Pesquisa Econômica) apresenta o IPC referente à segunda quadrissemana de novembro. O índice é baseado em uma pesquisa de preços feita na cidade de São Paulo, entre pessoas que ganham de 1 a 20 salários mínimos.

8h00 – A FGV revela o IGP-10 (Índice Geral de Preços – 10) do mês de novembro. O índice, que é formado por um conjunto de parâmetros de inflação, registra os preços desde matérias-primas agrícolas e industriais até bens e serviços finais.

 EUA

11h30 – O Departamento de Trabalho publica os números do PPI (Producer Price Index) e de seu núcleo, que descrevem os preços praticados por produtores durante o mês de outubro.

12h15 – Destaque para os números do setor industrial do mês de outubro, descritos pelo Industrial Production e pelo Capacity Utilization.

Quarta-feira 18/11

EUA

11h30 – Atenção para a divulgação do CPI (Consumer Price Index) e de seu núcleo, que mensuram os preços ao consumidor referentes ao mês de outubro.

11h30 – Sairão os índices Housing Starts e Building Permits, que medem, respectivamente, o número de casas que começaram a ser construídas e quantas autorizações para a construção de imóveis foram concedidas no mês de outubro.

13h30 – Confira o relatório de Estoques de Petróleo norte-americano, semanalmente organizado pela EIA (Energy Information Administration). O documento é considerado uma importante medida, já que os EUA são o maior consumidor do combustível.

Inglaterra

O Banco da Inglaterra revela a minuta da última reunião realizada em novembro.

Quinta-feira 19/11

Brasil

8h00 – A FGV divulga o IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado) do segundo decêndio de novembro, que é bastante utilizado pelo mercado, e retrata a evolução geral de preços na economia.

EUA

11h30 – Confira o número de pedidos de auxílio-desemprego (Initial Claims), em base semanal.

13h00 – A Conference Board apresenta o Leading Indicators referente ao mês de outubro. O relatório compreende vários índices já divulgados, como pedidos de auxílio-desemprego, custo de mão-de-obra e permissões para construção.

13h00 – O Fed da Filadélfia apresenta o Philadelphia Fed Index de novembro, indicador responsável por mensurar a atividade industrial no estado.

Japão

Este será o primeiro dia da Reunião do BoJ (Banco do Japão), que define a taxa básica de juro japonesa. Neste encontro inicial, os diretores se reúnem para analisar os dados econômicos correntes.

Sexta-feira 20/11

 Brasil

Feriado da Consciência Negra,  não haverá pregão na BM&F Bovespa.

Japão

7h00 – Em seu segundo dia de reunião, o BoJ divulga a decisão sobre a taxa básica de juro do Japão.

Read Full Post »

New York Stock Exchange: Trading Floor

 

 

 

 

 

 

 

 

 

“Nos EUA, a crise é uma tsunami. Aqui, se ela chegar, vai chegar uma marolinha que não dá nem pra esquiar”. Esta foi a frase utilizada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para definir a crescente deterioração econômica vista no exterior em meados de outubro do ano passado – que gerou diversas críticas. A onda de estragos da crise mostrou que merecia mais consideração ao afogar o mundo em um cenário recessivo.

Há exato um ano, o Ibovespa encerrava a sessão de 27 de outubro de 2008 em seu menor patamar em três anos. Fechando abaixo dos 30 mil pontos, o índice brasileiro repercutia a continuidade dos sinais de enfraquecimento da atividade econômica internacional e as perspectivas de que o pior da crise ainda estava por vir.

Mas o caminho que levou o Ibovespa até ali se destacava por alguns pontos. No primeiro deles, os mercados globais sofriam com a falta de crédito, fruto da maior preocupação com o sistema financeiro internacional. Com as fontes para captação de recursos cada vez mais escassas, e temendo a uma onda de falências e calotes, as instituições financeiras passaram a restringir o crédito.

Dentro daquele contexto, outro ponto contribuiu para o que viria mais a frente. Em meados de setembro de 2008, o Bank of America firmou um acordo de compra do banco de investimentos Merrill Lynch por US$ 50 bilhões, criando assim a maior companhia de serviços financeiros do mundo. “Adquirir uma das maiores empresas de gestão, mercado de capitais e de consultoria é uma grande oportunidade para nossos acionistas”, afirmou Ken Lewis, CEO (Chief Executive Officer) do Bank of América, semanas antes de o Ibovespa testar tal mínima.

Enquanto isso, o governo norte-americano se preocupava em não deixar repetir com a AIG o ocorrido com o Lehman Brothers. Sem conseguir levantar capital, o terceiro maior banco dos EUA pediu concordata após a desistência de seus possíveis compradores – Barclays Capital e o próprio Bank of America -, que não conseguiram garantias governamentais suficientes para convencê-los a correr o risco e adquirir o gigantesco passivo da instituição. Para evitar que o mesmo acontecesse com a maior seguradora do país, a AIG, o governo dos EUA assumiu o controle da companhia depois da aprovação de um plano de ajuda no montante de US$ 85 bilhões – socorro este que depois viria a aumentar de tamanho consideravelmente.

Crise agrava, governos se mexem

Todos estes eventos, somados à preocupação dos mercados frente aos deteriorados indicadores econômicos globais, não apenas influenciaram nos 29.435 mil pontos do Ibovespa em outubro de 2008, como também anunciaram os tempos difíceis que estavam por vir.

Com a mudança na estrutura dos mercados após a crise do crédito, um dos mais afetados foi o consumo, que experimentou uma queda generalizada no mundo inteiro, puxando para baixo uma das principais engrenagens econômicas. O principal exemplo de economia global afetada por esta premissa foram os EUA, que têm nada menos que 2/3 de seu PIB atrelado ao consumo.

Visando estimular as economias, descongelar o mercado de crédito e reaquecer as vendas, “foi aberta a temporada” de pacotes, estímulos e corte nos juros ao redor do globo. Nos EUA, após muita discussão, o governo aprovou um pacote de ajuda de US$ 700 bilhões ao sistema financeiro do País, além de ter adotado uma série de facilidades fiscais para estimular o consumo interno, como o programa Cash for Clunkers, que reduzia impostos sobre a venda de carros.

Por aqui, o governo brasileiro também apostou na redução de impostos, por exemplo, do IPI (Imposto sobre Produto Industrializado), que intensificou as vendas de eletrodomésticos, automóveis e artigos como materiais de construção. Além disso, cabe destacar que a autoridade monetária brasileira efetuou uma série de afrouxamentos monetários para manter sob controle a economia do País. De janeiro a julho, a taxa Selic passou de 13,75% para 8,75% ao ano – menor patamar histórico. Regiões como Reino Unido, Japão e China também aprovaram pacotes de estímulo econômico em decorrência da crise e viram seus juros básicos experimentarem baixos patamares.

Mercados: medidas tomadas, quem se recuperou?

Um ano depois da pior baixa do Ibovespa em três anos, sinais de recuperação começam a aparecer nas economias, ao passo que indicadores econômicos mostram números gradualmente melhores. Por aqui, números da confiança do consumidor, da produção da indústria e do mercado de trabalho seguem surpreendendo positivamente. O principal índice de ações da bolsa paulista acumula valorização superior a 100% em doze meses, impulsionado pelos fortes fundamentos do País que atraem olhares externos à BM&F Bovespa.

Na China, apontada como um dos últimos países a sentir os efeitos da crise financeira, o PIB mostrou crescimento de 8,9% durante o terceiro trimestre deste ano, impulsionado pelos programas de expansão de crédito promovidos pelo governo durante o período. O índice Shanghai Composite também mostra recuperação e acumula alta de 69% em 12 meses.

Nos EUA, as bolsas também apresentam alta, embora mais tímidas, demonstrando que os investidores, apesar de cautelosos, estão mais confiantes com uma recuperação do país. O índice Dow Jones, que concentra as blue chips norte-americanas, soma nestes 12 meses variação de 17,77%, seguido de uma alta de 21,7% do índice S&P 500 e de valorização de 38% do Nasdaq. Na Europa, apesar da situação econômica ainda estar debilitada, principalmente no leste europeu, os índices FTSE 100, DAX 30 e CAC 40, da Inglaterra, Alemanha e França, respectivamente, somam alta de 33,47%, 31,3% e 17,2% no período.

Também se recuperando, as commodities, grandes afetadas pela crise financeira, voltaram a apresentar números positivos nas bolsas. O barril de petróleo, por exemplo, chegou a ser negociado a US$ 150 na metade de 2008, antes de cair para abaixo de US$ 40. Atualmente o preço da commodity oscila na casa dos US$ 80 por barril, demonstrando alta de 100% frente à sua mínima.

Brasil: de País subdesenvolvido a economia promissora

Em um cenário recessivo global, os fortes fundamentos apresentados pelo Brasil pesaram na decisão da agência de classificação de risco Moody’s de atribuir o grau de investimento à economia brasileira no último mês. A Moody’s era a última agência dentre as principais que faltava dar tal reconhecimento ao País – Standard & Poor’s e Fitch já haviam atribuído a nota ao Brasil no ano passado. As melhores perspectivas para o País seguem refletidas no bom desempenho de seus mercados e indicadores econômicos.

Os últimos balanços da BM&F Bovespa apontam para uma crescente alta nos investimentos estrangeiros no País, o que mostra que os investidores de fora se mantêm confiantes no desempenho da economia e das empresas brasileiras.

Estes são alguns dos fatores que explicam uma recuperação do Ibovespa superior à dos principais benchmarks globais neste período. Muito se discute sobre os fundamentos deste impressionante rali do índice desde a mínima nos 29.435 pontos; de fato não se justificou a precificação de um tsunami à época, o que resta saber é se os preços dos ativos brasileiros fazem jus a um cenário de otimismo pela frente.

Não podemos também esquecer que a retomada do Ibovespa foi mais vigorosa porque o tombo há 12 meses também foi. Em 27 de outubro de 2008, o índice da bolsa paulista acumulava perda de 64,85% no ano, contra desvalorizações de 52,32% do Dow Jones, 55,28% do S&P 500 e 56,08% do Nasdaq Index, por exemplo.

 Fonte: Infomoney

Read Full Post »

Older Posts »