Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Copa do Mundo’

Nos últimos anos, temos ouvido e lido muito essa palavra, “Legado da Copa para o Brasil”, mas oque será esse legado?

Grandes avenidas? Hospitais de primeiro mundo? Novas linhas de trens e metro? Um grande projeto realizado de infraestrutura para receber a Copa do Mundo, que logo após seu termino será nosso legado?

Até o momento o legado para a Copa tem sido intervenção governamental em muitos estádios, via repasse de recursos para conclusão de obras, a exemplo disso, recentemente o Estado do Paraná concedeu mais um empréstimo R$ 39 milhões para o Atlético-PR concluir a reforma de seu Estádio.

Sem falar no Corinthians e Estádios em Estados onde o futebol é fraco ou inexistente, ou seja, temos uma soma enorme de recursos estatais que poderiam ser alocados em ações públicas, que estão sendo aportados em ações privadas.

Outra questão inquietante, esta relacionada à questão tributária, todas as empresas associadas à Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA) não pagam impostos.

Já o empresário e o brasileiro, são consumidos por uma carga tributária altíssima que beira 40% de sua renda, enquanto isso a FIFA e seus associados recebem 100% de isenção fiscal!

Não podemos nos esquecer de que a Copa do Mundo é um dos eventos mais lucrativos do planeta. Na África do Sul, em 2010, a FIFA, que organiza e vende o produto com valor agregado ao seu padrão, teve um lucro líquido de R$ 4,7 bilhões.

Estamos falando de um negocio bilionário que entre 2007 e 2011, a FIFA faturou R$ 8,4 bilhões, sendo que 87% (R$ 7,3 bilhões) vieram do Mundial na África. Subtraindo as despesas da Copa de 2010, que foram de R$ 2,6 bilhões, o lucro líquido alcançou os R$ 4,7 bilhões.

Se o mesmo percentual (87%) e o gasto operacional forem projetados para a Copa no Brasil, chega-se ao número de R$ 4 bilhões de lucro líquido.

Não sou contra esse evento, sou contra a forma como ele é organizado, numa “sociedade individual”, onde um sócio cria infraestrutura, ergue a empresa, faz de tudo para o negócio  dar certo, já o outro sócio  aparece somente no final do mês para fazer a retirada de seu pró-labore.

Anúncios

Read Full Post »

Ao que tudo indica estamos adentrando mais um momento onde uma possível crise já começa a aparecer em nosso caminho. Nossos pares como Turquia, Índia e África do Sul, já começam a apresentar certo mal estar, a Argentina mais uma vez esta no olho do furacão.

E esta chegando o momento de fazer a separação entre o joio e o trigo, por aqui temos de volta a sombra do apagão, que pode ser olhado por duas vertentes:

1º que a demanda por energia elétrica aumentou demasiadamente no Brasil a ponto de gerar black outs.

2º esse já é um problema antigo e remonta a era FHC, e significa que estamos com certo déficit de investimentos no setor.

Mas não para por aí, no Brasil a exemplo do que ocorre na Ucrânia, estamos vivenciando um momento impar na politica, as manifestações em massa nas ruas, se por um lado o governo afirma que a inflação esta sob controle, nas ruas o povo pede mais pão.

E pelo andar da carruagem esses eventos vão durar até os jogos da Copa, que no momento é o grande pano de fundo de toda essa massa de insatisfeitos nas ruas das grandes metrópoles brasileiras, um movimento que iniciou com estudantes exigindo o recuo no aumento da passagem dos ônibus, hoje se desdobrou em um movimento anti Copa do Mundo no Brasil.

Não se pode afirmar com clareza, mas esse movimento acabou ganhando força por conta da inabilidade de alguns governantes e demora do poder publico em responder questões básicas à população, caso as autoridades tivesses respondido com certa agilidade e tivesse tido menos violência por parte do Estado, talvez esse movimento não tivessem ganhado a força que ganhou.

E o que isso tem a ver com investimentos no Brasil?

Tudo, porque o investidor em outras partes do mundo abre o jornal e acompanha toda essa confusão interna e acaba ficando receoso em aportar seus recursos em capital fixo em terras tupiniquins.

Nesse momento a única opção que sobrara a ele será aproveitar nossa taxa de juros atualmente em 10,5% a.a.

Analisando esses e outros fatores que serão discutidos aqui em breve podemos imaginar que teremos um longo e difícil ano pela frente.

Read Full Post »

Assisti a um debate televisivo entre um competente economista e um inteligente burocrata. Visava a formação dos preços de um determinado bem na situação em que a demanda explode, como se espera quando se realizar a Copa do Mundo no Brasil.

O economista, obviamente, insistiu que o preço será formado pelo equilíbrio entre a oferta (a quantidade disponível) e a procura (intensidade do desejo e renda) em cada mercado (como o de habitação, por exemplo).

O burocrata entendia que, em momentos “especiais”, era obrigação do governo fixar o “preço justo”. Era evidente que não poderia emergir qualquer compromisso porque argumentavam em universos diferentes: o economista tentando apelar para conceitos relativamente objetivos e o burocrata defendendo um conceito fluído e normativo.

Voltamos ao século 13. A ideia do “preço justo”, desenvolvida por são Tomás de Aquino, parece perseguir o governo. Ela fazia sentido na Idade Média quando a ausência de mercados bem organizados recomendava restrições éticas que proporcionassem algum controle sobre os preços.

Quase no mesmo dia do debate entre o economista e o burocrata, comemorava-se o sucesso de uma política de controle do uso de drogas que emprega viciados, em troca de uma pequena remuneração,o que é muito bom. No dia do pagamento, a demanda aumentou com a renda. Como a oferta de droga era fixa, o preço “explodiu”.

Existem basicamente duas formas de distribuir a quantidade finita de um bem (digamos, “alojamentos” ou “entorpecentes”), entre indivíduos cujo desejo somado de obtê-lo o excede: pela força ou pelo mercado. Nos dois casos alguém ficará insatisfeito, pela simples e boa razão que a oferta física é inferior à demanda física do mesmo bem. Como se resolve quem é e quem não é atendido?

Podemos discutir filosoficamente os problemas éticos envolvidos nas duas soluções, mas é preciso reconhecer que é impossível conciliar a demanda física de um bem com uma oferta física inferior a ela sem algum mecanismo de coordenação que “escolha” quem vai ser atendido.

O tabelamento apoiado na teoria do “preço justo” para funcionar precisa do poder de polícia. O efeito mais provável é que a oferta se reduza (a não ser que a polícia a constranja fisicamente) o que agrava o problema. E como se escolhe o “sortudo”? Ou na base do compadrio ou do suborno.

A solução do mercado é superior porque: 1) estimula o aumento da oferta e a escolha do “sortudo” é feita automaticamente pelo nível de renda que lhe permite pagar o preço do mercado e, 2) dispensa a “força” e o “suborno”.

Antonio Delfim Netto

http://www1.folha.uol.com.br/colunas/antoniodelfim/2014/02/1407629-preco-justo.shtml

Read Full Post »

O Governo sueco diz não querer mexer no dinheiro dos contribuintes. A Suécia já tinha sido anfitriã da competição no verão de 1912 e tentava agora tornar-se primeira cidade a receber os Jogos nas duas estações, verão e inverno.

Tenho repetido várias vezes que esses grandes eventos esportivos mundiais no frigir dos ovos não trás lucro para o pais sede do mesmos.

E para provar que sempre tive certo dessa vez a Suécia abriu mão de sediar os jogos olímpicos de inverno de 2022.

Para realização dos Jogos Olímpicos de Inverno, o Comitê Olímpico orçou 10 bilhões de coroas suecas, o que equivale a aproximadamente R$ 3,6 bilhões. Por isso, o Partido Democrata Cristão (Kristdemokraterna) criticou a possibilidade de Estocolmo ser sede. No sábado (18), foi comunicado que o partido considerava de grande risco financeiro a especulação com o dinheiro dos contribuintes.

E não foi somente a Suécia que rejeitou sediar jogos desse porte, em Novembro de 2013, foi realizado um referendo em Munique e 52% se colocou contra o mesmo evento, os altos investimentos necessários aos jogos olímpicos, além dos impactos ambientais associados a esse grande evento, pesaram mais para os alemães.

Acredito que muito da decisão desses países se devem a experiência de Portugal que sediou a Eurocopa 2004 recentemente os portugueses começaram a demoliram alguns Estádios devido aos altos custos de manutenção.

Sem falar na Espanha e Grécia que foram a bancarrota depois de sediarem eventos mundiais, é claro que esses países não quebraram por conta de Copa do Mundo ou de Olimpíadas já existiam problemas anteriores porem com o advento da enorme soma de recursos para tais eventos esses países vieram a passar por dificuldades.

Enquanto isso no Brasil, seguimos firme em direção a Copa do Mundo em alguns meses e depois as Olimpíadas de 2016. Espero que aqui a situação seja diferente!

Read Full Post »

A Copa do Mundo nem começou e já existem pessoas ganhando e muito com os jogos.
O primeiro stop seria a Copa das Confederações, semana passada foi divulgado nos jornais que no Distrito Federal seriam compradas 17 mil capas de chuva a um custo unitário de R$ 300,00, oque geraria uma despesa em torno de R$ 5.100,000.00.

Além disso, surgiram críticas quanto ao número elevado de unidades, que é maior que o número de policiais militares trabalhando ativamente no DF. Para completar, Brasília costuma enfrentar grandes secas durante os meses em que acontecerão as competições.

Isso mostra apenas oque já conhecemos bem, governantes/dirigentes que não estão nem um pouco preocupados com o bem estar da população, é absolutamente incompreensível ate do ponto de vista racional cotar uma capa de chuva que custe R$ 300,00 é obvio que existe algo muito estranho num negócio como esse, fez bem o Governador Agnelo Queiroz em determinar a suspensão da compra e o afastamento do comandante-geral da PM.

Mas acho que ele não deveria parar por ai, acredito que ele deveria abrir uma sindicância interna e apurar tudo oque já aconteceu até o presente momento.

Caso constate alguma irregularidade, não sou a favor de prender os criminosos, é simples acredito que se o Estado tomasse ou congelasse todos os bens dos envolvidos e seus familiares já seria de bom tamanho, inclusive salários de parentes próximos seja os que trabalham no governo ou na iniciativa privada.

Pois muitas vezes o contraventor usa o nome da mãe ou de algum parente próximo para colocar os bens frutos de atividades ilícitas.

Parabéns Governador!

Read Full Post »

Como havia comentado aqui ontem, estou novamente trabalhando com ações, nesse primeiro momento será uma trail, em seguida estarei aportando recursos.

Acabei de montar minha “carteira” de um papel somente kkk, a principio estarei me posicionando em BVMF3, mas já tenho no radar EZTC3, POMO4,  BICB4 e  ITUB4.

Hoje estou optando em entrar em BVMF3 devo manter a posição até os R$ 11,22, mas a intenção mesmo será comprar EZTC3 esse papel subiu bastante nos últimos anos com o avanço da construção, quero analisar mais afundo esse setor, caso contrário estarei posicionado em POMO4, pois com a proximidade da Copa do Mundo, Olimpíadas e Eleições esse papel ainda será bastante promissor, acredito que vale a pena dar uma chance a Marcopolo.

Parece que o momento não esta favorável a renda variável, a Bolsa fechou em queda hoje de 0,2768%, na semana a perda esta 3,5621, em contrapartida a ação adquirida hoje ainda tem uma gordurinha pra queimar pois apresenta resultados positivos no dia mês e ano.

Read Full Post »

Documentos obtidos pela BBC junto à Justiça suíça indicam que o ex-presidente da FIFA, João Havelange, e o presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), teriam recebido cerca de US$ 60 milhões – mais de R$ 100 milhões em valores atuais – em subornos da empresa de marketing esportivo ISL. É essa avaliação do jornalista Andrew Jennings, durante audiência na comissão de Educação do Senado.

O jornalista, que investiga a FIFA há 20 anos, recomendou à presidente Dilma Rousseff que se afaste dos dirigentes da FIFA e da CBF. “Caso contrário sua Copa do Mundo vai ter uma sombra”, disse. De acordo com as estimativas de Jennings, a ISL, que faliu em 2001, teria pagado mais de US$ 100 milhões a dirigentes esportivos enquanto intermediava contratos de empresas privadas com a FIFA.

É exatamente por conta de noticias como essas que nunca gostei de futebol, pode ser Copa do Mundo, Campeonato Brasileiro, Paulista, ou seja, lá oque for. Na verdade sou até Corintiano, mas não sou praticante, se ele ganhar ótimo se perder também não muda nada, nem sei o nome dos jogadores do timão pra você ter idéia.

Agora sabe oque vai acontecer depois de todos esses escândalos? Teremos a grandiosa Copa do Mundo no país do futebol e samba e tudo ficara por isso mesmo.

Não tenho nada contra os torcedores, o problema é o fanatismo vigente no Brasil por causa de um time ou por conta da copa, que deixa as pessoas cegas para verem oque realmente acontece no país, por exemplo, agora teremos a Copa do Mundo, e todos os olhares estão virados para o bairro de Itaquera que e onde esta sendo construído um estádio para o Corinthians.

Mas infelizmente ninguém percebe oque acontece na vida real, taxa de juros alta, taxa de desemprego elevada, economia cambaleante, corrupção no governo e principalmente dentro dessa pauta, nosso país não tem condições de sediar um evento desse porte.

Falta estrutura, falta segurança, falta profissionais capacitados, faltam até os estádios, veja um exemplo que esta na ordem do dia no jornal, o “Brasil é o que menos investe em rodovias entre os BRIC’s, e ainda contamos com problemas estruturais em 57% de nossas rodovias.

Como sediar algo desse tamanho se não temos nem rodovias?

Infelizmente o povo não se atenta para esse tipo de observação até considero importante a Copa do Mundo no Brasil, mas considero mais importante ainda o país ter um crescimento sustentável e não oque estamos vendo nos jornais.

Infelizmente a Copa vira, o Brasil sediara, faremos uma imensa festa, afinal somos o país do futebol e do carnaval. E no dia seguinte continuaremos miseráveis e na mesma situação, escândalos no governo, na CBF em times de futebol e resumindo seremos eternamente vitimas da política do Pão e Circo.

FONTE: UOL

http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2011/10/26/teixeira-e-havelange-podem-ter-levado-us-60-mi-em-subornos-diz-jornalista.htm

Read Full Post »

Older Posts »