Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Fundo Monetário Internacional’

O banco norte americano J.P Morgan & Co. reduziu na semana passada sua previsão de crescimento para o Brasil em 2014, de 2,1% para 1,5%, em parte devido à queda nas exportações para a Argentina, que, juntamente com a Venezuela, enfrenta uma inflação galopante. O banco também cortou suas projeções para México, Turquia, África do Sul, Tailândia e Chile.

Alguns economistas dizem que o mundo em desenvolvimento não representa uma ameaça tão grande assim. À medida que os países industrializados se fortalecem, seus consumidores e empresas vão comprar mais produtos da Ásia, África e América do Sul, impulsionando a recuperação global, dizem eles.

O Fundo Monetário Internacional prevê que os emergentes crescerão 5,1% este ano, acima dos 4,7% em 2013, e que os países desenvolvidos avançarão 2,2%, bem mais que o 1,3% de 2013.

Anúncios

Read Full Post »

imf_hq11

O FMI foi criado em 1945 e tem como objetivo básico zelar pela estabilidade do sistema monetário internacional, notadamente através da promoção da cooperação e da consulta em assuntos monetários entre os seus 184 países membros. Com exceção de Coréia do Norte, Cuba, Liechtenstein, Andorra, Mônaco, Tuvalu e Nauru, todos os membros da ONU fazem parte do FMI. Juntamente com o BIRD, o FMI emergiu das Conferências de Bretton Woods como um dos pilares da ordem econômica internacional do pós-Guerra. O FMI objetiva evitar que desequilíbrios nos balanços de pagamentos e nos sistemas cambiais dos países membros possam prejudicar a expansão do comércio e dos fluxos de capitais internacionais. O Fundo favorece a progressiva eliminação das restrições cambiais nos países membros e concede recursos temporariamente para evitar ou remediar desequilíbrios no balanço de pagamentos. Além disso, o FMI planeja e monitora programas de ajustes estruturais e oferece assistência técnica e treinamento para os países membro.

O Fundo teve seu auge nos anos 80 e 90, quando ele salvou inumeros paises da falência e isso teve um custo alto em sua imagem. Pois as regras para emprestimos eram muito severas, então era normal manifestações contra o Fundo. Quem nunca ouviu, Fora FMI.

Oque muitas pessoas que gritavam isso não sabiam e ainda não sabem é que o FMI é apenas um banco onde o maior acionista é o governo americano, e como banco e credor ele faz exigências na concessão de emprestimos.

Passado seu auge, nos anos 2000 com um mundo em crescimento e a maioria dos paises devedores inclusive o Brasil pagaram suas dívidas com o Fundo Monetário. Logo iniciou se um movimento questionando a existência do organismo, alguns disseram que ele deveria sse fundir a ONU ou ao Banco Mundial.

O motivo era que agora nos tempos modernos e de prosperidade o Fundo não teria mais valia, todo os paises credores já haviam pago ao Fundo, e também não existia pelo menos no médio prazo nada que justificasse a manutenção de um organismo tão grande.

Passada a fartura, chegou o tempo das vacas magras. Com essa crise internacional assolando diversos mercados e paises, a melhor opção foi recorrer ao bom e velho Fundo para o fechamento do Balanço de Pagamentos.

Nesse novo cenário a Ucrânia já emprestou US$ 16,5 bilhões, em contrapartida o país deverá cortar os subsídios para energia, a Hungria recebeu US$ 15,7 bilhões os hungaros deverão reduzir o deficit orçamentário de 3,3% para 2,5% até o final de 2009, a Letônia emprestou pouco US$ 2,4 bilhões de dólares, mas pelo emprestimo deverá reduzir em 15% o salário dos servidores públicos e reduzir o déficit orçamentário de 12% para 5% do PIB.

Ainda temos na fila a espera por socorro, diversos países do Leste Europeu, Lituânia, Romênia e Bulgária.

E dessa forma ressurge das cinzas o Golias, que atacaram a pedra na testa dele pagando suas dívidas, mas deixaram de lhe cortar o pescoço ao não fazerem a lição de casa!

Josué Silva

Read Full Post »